DESABAFO: Eu preciso desabafar

Eu preciso desabafar o que tanto vem me consumindo. Se te ajudar a desabafar também, já me sentirei bem melhor. Acredite, você estará me ajudando!

Eu choro sim.
Choro por ler, ouvir, assistir a tantos desastres naturais causados pelo humano. Choro pelos tantos julgamentos, auto julgamentos, pré julgamentos. Choro pelas pessoas que não têm escolhas, pelas pessoas que estão lutando pela vida e pelas pessoas que estão perdidas. Choro pela ignorância nesse sistema hierárquico falido.

Tenho raiva sim.
Tenho raiva de quem promove seu Ego pelas esquinas como se fosse o único ser do mundo ao qual promove a auto imagem. Tenho raiva por quem passa, bate foto, filma, compartilha, critica e não faz nada. Tenho uma raiva aqui dentro por não conseguir fazer enxergarmos o quão falhos e egoístas somos. Eu não consigo mudar o mundo, nunca vou, e tenho raiva por isso.

Tenho tristeza sim.
Tenho tristeza por comida estar sendo jogada fora enquanto pessoas/animais passam fome, tenho tristeza pela destruíção das nossas florestas, da forma em que a violência está tão próxima ao ponto de nos acostumarmos com ela, pelo sangue de inocentes, pelas dores causadas.

Tua cor não significa nada, teu dinheiro não significa nada, teu poder não deveria despertar o medo nas pessoas, os teus sonhos não deveriam passar por cima de ninguém, tua inveja deveria ser uma inspiração em querer melhorar e não falar mal do outro, tua forma em se comparar ao outro deveria ser admiração e não autodestruíção, teu trabalho poderia ajudar o próximo e não só apenas ser uma meta de uma lista de desejos, teu auto julgamento deveria ser amor próprio, tua depressão vem da pressão que é causada por essa merda toda que existe desde que estamos no ventre de nossas mães aonde vem das mães de suas mães e infinito das mães além.

Essa opressão de sabotadores que matam, violentam, estupram, roubam, descriminam, massacram, pisam, fofocam, destroem, desmatam, escravizam, desestruturam, mentem, prometem, fazem o mau por não enxergarem a vida. Essa opressão que poucos fazem e que muitos sofrem. Essa opressão viola a vida. Essa opressão são eles e eles não enxergam a vida! São doença! Precisam se curar. Curem eles, por favor!!!

Enquanto você defende um partido e não o indivídio na sociedade, você é culpado sim. Enquanto você defende muros, construções de prisões, armamento, você é culpado sim. Enquanto você defende a poluição, agrotóxicos, pastagem, você é culpado sim. Enquanto você defende um lado e apenas uma verdade, você é culpado sim. Somos culpados porque culpamos.

Enquanto pessoas reclamam do tédio, pessoas morrem por não ter saneamento básico, por não ter comida, por não ter acesso a uma educação digna, que deveria ser de graça. Enquanto pais reclamam por terem que “aturarem seus filhos em casa”, professores sentem saudades desses filhos. Enquanto a escapadinha de casa na maior pandemia da história mundial atual, mata e retarda um futuro de idosos e crianças, do pai que precisa colocar pão na mesa. Me desculpe, mas é um desrespeito; egoísmo. Procure o significado de consciência se você acha que não.

Se sinta culpado sim porque estamos no mesmo barco da dor. Não se esqueça que estamos sim no mesmo barco, no mesmo planeta, na mesma Era e que a culpa da dor é complexa e incomparavél. Pode ser física, mental, espiritual. Enquanto uns compram para tampar o buraco da dor da alma, outros almejam a dor desses que só sentem a dor, por ter. Sim. Estamos no mesmo barco e ele aparenta estar afundando. Lembrando que estar no mesmo barco não significa ser o mesmo barco porque por mais similares que somos, nunca seremos iguais. A dor que exponho é por ser humana. Temos um grande trabalho para fazer e esquecemos, deixamos para amanhã ou quando, ou se.

As pessoas sentem porque são pessoas! Uns sentem pela pele, por serem mulheres, por serem homens, por serem crianças, idosos, jovens, por serem o que são. Outros pela fome, pela violência e abusos físico e psicológico, outros por não terem suporte, outros por serem esquecidos, outros por serem outros, por serem minoria, por não serem iguais. As pessoas sentem porque são! Elas existem, elas precisam, elas estão carentes de vida. Se ninguém te abraça, se abrace. Se precisa gritar, grite. Faça, não seja bobo, seja corajoso. Acorde o você que faz o bem e que cuida do bem. Acordem, pelo amor.

Enquanto outros usam seus poderes para a vingança, por ganância, pela procura desse poder que poderia promover tanto benefício… Enquanto outros promoverem a dor por acreditarem na própria verdade de uma única verdade. Promovem a dor porque são a dor. Eles são a dor! Enquanto esses outros não perceberem que estamos no mesmo barco dessa mal e bendita dor e que poder não significa mortes, desigualdades, dinheiro, nem estéricas criações de leis para tudo, a dor estará nesse barco para todo o sempre. Até que ele afundar de vez. E meu caro, você vai junto.

O meu silêncio de hoje é um grito de vergonha por me sentir tão cansada e por sentir tantas dores. Sinto dores pelo meu corpo ou é por que minha alma chora? Sinto dores sim, mas elas não são maiores que eu. Elas me fazem forte e fiel ao bem, mas me diz e as suas, como vão? Alguém já te perguntou como elas vão? Você já se perguntou? Perguntou a alguém?

O termo “eu, você, outros, eles” é simbólico. São formas de expressão, o que ainda bem, ainda são permitidas. Não mudaremos o mundo se deixarmos o conhecimento de lado, e conhecimento dos milhares tipos que existem. Tudo está parecendo tão adormecido, que parecemos zumbis. A diferença é que os zumbis estão mortos mesmo e nós, inconscientes. A pior das situações atuais é a vantagem. Não haja com vingança, mas com sabedoria. Haja com amor. E não estou falando com amor de que tudo perdoa, mas o amor da vida, da Lei Maior, que age por justiça limpa.

Que o bem e a consciência prevaleçam!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s