DIÁRIO: A importância dos detalhes

Eu quero compartilhar algo porque preciso conversar com as minhas palavras. Vim percebendo alguns pequenos e muito valiosos detalhes na minha rotina quarentenária e não acho justo manter essa valiosidade só para mim.

Começo falando sobre o início.

O medo ele está presente, mas atualmente a gente mantém 2 metros de distância dele. Por respeito e por empatia. Não quer dizer que é para estarmos tranquilos, mas também não é para estarmos desesperados. Não se desfoque!

A quantidade de informação gera essa insegurança, então escolha um noticiário de confiança e apenas uma vez ao dia, tenha o cuidado em se atualizar. Repito, em se atualizar, não em se aprofundar nas notícias.

Eu tive a experiência de um dos tantos estágios que a pandemia provocou. O medo, porque era algo novo e que estava impactando a todos, inclusive para quem mora em outro lugar que não está perto da família, não querendo me vitimizar, longe disso, mas parece que a preocupação aumenta e ter suporte nesse momento é essencial para sua saúde mental.

Precisar ir trabalhar pra mim foi um tormento, era um sentimento que parecia nunca passar, pois precisava pegar ônibus e andar em torno de 30 minutos ida e vinda, além de se sujeitar, a disciplina de se proteger com idiotices e falta de respeito vindas até mesmo de pessoas próximas é que decidi dar um tempo para mim. Estou contando a minha experiência, sobre a minha vida.

Antes de tudo, cada um precisa fazer a sua parte, olhando para os seus, assim não geramos discussões sobre quem é mais ou menos que ninguém, até porque ninguém é mais nem menos que ninguém. Estou compartilhando meus sentimentos e experiências, sobre o que me fez escrever esse texto.

Resolvi então me beneficiar de uma atitude que está me fazendo muito bem. Se distanciar de pessoas que só conseguem enxergar a própria dor me fez enxergar com quem quero conversar e que me faz bem conversar, que me acrescenta além de estar se propondo dar seu tempo a mim algum ensinamento e atenção, é o maior apoio de todos.

Dizer para uma pessoa não ter medo e virar a página é simplesmente não se importar. Se você tiver a oportunidade de ajudar uma pessoa com medo, diga para ela que você está com ela, diga a ela pontos positivos e reais, fazendo essa pessoa se sentir segura e importante. Dizer para esse indivíduo não vibrar no medo e não mostrar que há outras maneiras de vibrar a energia de forma mais positiva, me desculpe, é uma grande idiotice. Não crie achismo sobre as outras pessoas, não ache que por não ter receio disso tudo o outro vai reagir da mesma maneira. É aí que entra o vamos ver, de quem é de verdade.

E nada mais verdadeiro do que você se ver no outro. Não se esqueça “eu sou responsável por mim, assim sou responsável pelo outro”. Sobre responsabilidade pelo outro, essa quarentena me mostrou que escolhi o lugar certo para viver. Estou me sentindo um ser humano aqui, com cuidados, atenção e muito importante ressaltar novamente, um ser. Eu não preciso ter um sobrenome conhecido ou dinheiro pra me darem importância. A Irlanda do Sul está me mostrando tanto valor nesses dias, que só gostaria mesmo de expor aqui a minha gratidão por tanto cuidado a todos. Obrigada por me acolher!

O receio de não fazer nada assusta a gente, né? Que nasceu já sendo rotulado de que essa criança é estudiosa, só pode resultar com um futuro brilhante! Não é mesmo? Dói não fazer nada pelo motivo de não sabermos não fazer nada. Estamos sempre criando dilemas e problemas que acusam a gente por não estar gerando lucros materiais. E os lucros espirituais? Nunca ouvi alguém dizer que aquela criança estudiosa poderia apenas ser uma criança estudiosa. Sempre precisamos projetar um futuro ilusório em cima de um ser que ainda nem pode dar o próprio passo. Deixem de esperar por um futuro que é incerto! Não sabemos o dia de amanhã, apenas sabemos o que podemos ajudar a fazer um futuro melhor hoje. Não se culpe, o nada pode ser tudo.

92133247_632171490673213_4740008736309903360_n

Tenho outras observações aqui, não vai indo embora não que envolve a vizinhança.

Tenho o privilégio de ter sempre um vaso de flores à minha vista aqui em casa, no momento estou com Gérberas rosas e Cravos rosas, junto com as minhas mais amadas plantas. E sempre tive esse cuidado em deixar a minha casa com esse astral que só a natureza pode oferecer. Acabo deixando à mostra mesmo, porque eu sei o que é passar pela rua, com um desânimo daqueles e dar de cara com uma janela de uma casa qualquer, com um lindo vaso de flores, seja lá qual vaso e qual flor e me sentir inspirada com esse pequeno detalhe que deu tanto significado. Desde então, venho seguindo esse pensamento, de poder ajudar uma pessoa com esse simples gesto de amor. E as pessoas elogiam pelas flores, acredite!

92564234_360580661526251_38481081611059200_n

Meu vizinho da frente até colocou um vaso com flores também. Com toda humildade, não sei se ele viu minhas flores e se inspirou ou apenas está vivenciado o hoje, sem medo das flores morrerem por não ter tempo de cuidar delas, mas ele colocou porque reparei.

Eu conheço pelo menos seis vizinhos que sempre moraram aqui no prédio, mas pela correria do dia a dia, nunca tínhamos o prazer nem de se ver. Meu vizinho do flat 8 veio pedir como eu estou, como vai minha família e como tudo anda e desde a primeira conversa que tivemos, graças à quarentena, podemos conversar sobre como nos sentimos em relação a tudo isso e trocar algumas ideias.

Percebi também que algumas pessoas vieram conversar comigo sobre plantas, em manter o ambiente da maneira que sempre gostariam que estivesse, com velas, com as coisas organizadas e em dia. Sobre listas de desejos para depois da quarentena e que me incluíam nelas, chamadas de vídeos, mensagens tão bonitas, sem contar da melhor parte que está sendo: a troca de receitas culinárias, de banhos, de filmes, seriados, cursos, aulas online, jogos e o que mais a imaginação te permitir.

Na única janela do meu flat vejo pássaros sobrevoando e até pousando no pátio, cantando pelas árvores como dizer que eles sempre tiveram essa liberdade, mas que foi absorvida por um tempo, convenhamos que por um longo tempo. E não estou brincando quando digo pousando, porque antes não via muitos passarinhos por aqui e moro do lado de uma parque. Sério.

92411877_642882146274539_8646131610548174848_n

Percebi que moro em uma vizinhança com pessoas muito bonitas, que há muitos brasileiros, espanhóis e irlandeses. Essas pessoas elas estavam sempre por aqui e não me dei conta de olhar para a beleza delas. Umas até passam com música alta pra deixar o dia mais engrandecido. Outras fazem homenagem às 20h batendo palmas para os profissionais da saúde e todos os trabalhadores que estão sendo a base da nossa sobrevivência. Algumas outras brigam, outras tossem, correm, olham pro lado, pra cima, sentam na frente das casas pra tomar ar fresco ou fumar, levam seus pets pra caminhar no parque, não ficam em casa ou ficam em casa, vai da consciência de cada um. E eu observo elas dentro do meu mundo que se engloba em um total de dez metros quadrados.

Liguei para minha família há uns bons dias e decidimos fazer um almoço juntos, eu cortava legumes aqui, eles preparavam uma sopa lá. O dia estava um caos, mas estávamos ali, juntos e desviando, ou pelo menos tentando desviar, de tudo o que nos deixava incomodados porque aquele momento era o momento ideal para esquecer de tudo e apenas olhar para o nosso amor, o amor de família que acabou com discussão como sempre, mas, o amor do comparecimento. Eles estavam lá comigo e eu estava com eles, independente de qualquer situação do mundo e não sei quantos mil quilômetros de distância.

Sempre gostei de ficar mais em casa e pra mim está sendo gratificante poder deixar minhas coisas organizadas, perfumadas, higienizadas e principalmente, a minha presença em casa não gera malefício algum, não gera chateação alguma. Ela me presenteia com ideias novas todos os dias. Me conforta quando surto, me mantem segura e me ajuda a desenvolver essa palavra que aprendi hoje, solitude.

Solitude no Dicionário Informal significa completude. Você é um todo; não há necessidade de nenhuma outra pessoa para completá-lo. Isto não significa que um homem que está centrado em sua solitude, completo em si-mesmo, não possa fazer amigos. Na verdade, somente ele pode fazer amigos, por que não é mais uma necessidade, é somente um compartilhamento.

É de aquecer o coração, não é mesmo? E a palavra compartilhar é tão bonita quanto. Você poder compartilhar palavras, ensinamentos, dicas, sua rotina, compartilhar uma receita, compartilhar seu tempo, é sobretudo lindo, mas além da beleza, é compartilhar o que você pode oferecer, sem troca alguma.

92818495_620515261874620_1576335495363821568_n

Ficar em casa está sendo muito gratificante, pra começar eu tenho uma casa, tenho meu conforto, comida, eletricidade, internet, tenho sol entrando pela janela nas manhãs que Dublin proporciona me oferecer, tenho minha família, amigos que escolho compartilhar meus interesses e que me suportam. Eu tenho vizinhos! Como mencionei há poucos parágrafos. Estou tendo mais paciência com as horas, com as aventuras que o dia pode me proporcionar, mesmo sendo ficar deitada na cama o dia inteiro e ao se deparar o único movimento movimento do corpo é o se levantar para comer alguma coisa. E está tudo bem.

Além de tudo, quero, não, preciso compartilhar esse meu abraço a todos que estão passando por algum dilema, alguma dor, alguma necessidade seja física, mental e/ou espiritual. Eu quero compartilhar a paz que vem como um profundo suspiro de que vai passar e que todos sairão dessa na forma que precisam, na sua melhor versão porque somos evolução. Seja qualquer versão, mas por favor, se permita sentir a dor, o amor, a sua fraqueza e grandeza. Se permita olhar para o fundo da alma, se permita desapegar, se permita escutar e a enxergar. Não se esqueça da nova palavra, solitude! Não se compare a ninguém, todos estamos no mesmo caminho, em processos diferentes.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s