DESABAFO: Sem defender, sem criticar

Tenho observado que muita gente, em especial, nós brasileiros, criamos uma ideia totalmente idealizada sobre o intercâmbio.  Leio muitas “propagandas” que acabam levando para um lado sonhador, meio que “estou te comprando com as partes boas”. Não, nem pense que este post é para protestar contra agências de intercâmbio ou muito menos acabar com as suas expectativas porque realmente não é.

Para deixar bem claro, o meu site é sobre assuntos que eu escolho e principalmente sobre assuntos que vivo dia a dia, seja como roteiros das viagens que fiz, lojas que mais gosto de comprar, lugares que gostei de visitar e desabafos [só pesquisar no início da página que você vai encontrar bastante coisa bacana].

A partir do momento que uma pessoa está disposta a mudar de vida, vendendo carro, alugando a casa/apartamento, deixando carreira, emprego, família e amigos para embarcar nesse tão esperado sonho é que venho me perguntado se este sonho foi vendido por algum ótimo vendedor, influenciado por um amigo/conhecido ou se realmente foi esperado por você.

Ouvindo muito sobre as decepções das pessoas sobre Dublin e Irlanda, que “não era o que eu esperava, nos vídeos estava mais bonito, fácil, agradável…” é que me preocupo todas as vezes que um curioso vem me perguntar como anda minha vida aqui. É de muita responsabilidade minha dizer que é um lugar com prós e contras como todo e qualquer outro lugar, sem defender, sem criticar.

Para começo de conversa, a Irlanda está praticamente recebendo todos os imigrantes de braços abertos e realmente é assustador a quantidade de gente que chega todos os dias na capital. Brasileiros, poloneses, asiáticos, mexicanos, espanhóis e muitas, muitas outras nacionalidades vindo à procura do inglês, de um emprego melhor, por opção de ser o país mais acessível financeiramente e com o visto mais fácil que você não verá em outro lugar. Acredite!

Mas aí meu caro é que entra a fatia especial do bolo. Tudo pode ser muito “fácil” e deslumbrante teoricamente, porém, para se sustentar aqui é que o bicho pega. O aluguel de casas e apartamentos é caríssimo e se você não ficar alerta com determinadas situações, pode acabar caindo em golpe e adeus sagrado dinheirinho. O problema não é o aluguel ser caro, o problema é a forma de como você precisa estar ciente de que a necessidade de compartilhar a casa com várias outras pessoas, principalmente o quarto com outras pessoas, é que gera essa discussão que tanto o pessoal vem expondo.

Não sei se é verdade, porém, li há uns dias sobre o custo de vida entre a cidade de Dublin e Londres, o que me deixou muito chocada, é que Dublin está passando a queridinha britânica, que já vem há anos entre as cidades mais caras para se morar na Europa.

Ou seja, o que está acontecendo e analisando nesses quase 12 meses de Irlanda, é que infelizmente o pessoal está desesperado para sair do Brasil, então, aproveitando todo o auê embarca nessa onda de intercâmbio e acaba muitas vezes se decepcionando e até mesmo culpando/criticando o país. Mas não, o país não vai mudar por você… Não venha com essa ideia de enriquecer. Realmente, aqui se vive bem com pouco, mas tire da cabeça essa ideia de vir para cá só para ter dinheiro no banco.

Moro no centro da cidade desde que me mudei para cá e realmente se comparando ao Brasil, na pequena cidade que eu vivia, a violência/criminalidade é menor, só que prefiro dizer que é preferível se preocupar um pouco, se precaver mesmo sendo mais seguro. Não é tudo aquilo que se ouve e infelizmente, nesses poucos meses já tenho visto muita diferença nas ruas. Aparenta tudo ter ficado mais “perigoso” ou espera aí, será que eu acabei mudando totalmente a minha visão sobre esse assunto?

Não venha para cá achando que com “Hi. I’m from Brazil” vais sentar em uma cadeira confortável em um escritório. Não conheci ninguém até agora que chegou e fez isso. Óbvio que existem outras realidades, essas a cada um em um milhão que realmente tem autonomia de chegar e fazer acontecer [e sorte]. É o que todos esperam, mas por enquanto, o suor de cada dia é que vai fazer você permanecer aqui. Se a resposta é sim, meta a cara como aconteceu quando você estava lá no Brasil, depois da faculdade, num estágio, naquele primeiro emprego que você detestava. Porém, com uma diferença entre força física e mental.

A comunidade brasileira é gigante e muito unida. Até mesmo vi esses dias, aqui na rua do lado do meu apartamento, em que um grupo de xenofóbicos estava tentando arremessar pedaços de madeira em um brasileiro e parece que foi apenas por ele ser brasileiro o que é muito comum de acontecer aqui [isso não generaliza a Irlanda], porém, na área central esse tipo de violência existe. Que droga, hein? Escrever que xenofobia é comum. E parece que mexendo com alguém que vem do mesmo lado que você, os olhos até mudam de cor, dependendo da situação. Eu e a minha flatmate começamos a assoviar e até mesmo gritar para assustar os meninos que pareciam ter  seus 14 anos, mas com força de um homem e pior, estavam com muita raiva. Ainda bem que não aconteceu nada com o rapaz, que foi muito corajoso, mas a vontade foi de descer e dizer “Hey, todo mundo aqui é gente, o que muda por termos nacionalidades diferentes?”.

Cuidado aonde você irá morar, pesquise sobre o local, faça uma pesquisa no Classificados do Facebook se precisar, porque é muito importante. Para você! Tenha cautela, tudo é novo, lindo e maravilhoso, até que não seja mais.

Falando nisso, há algumas semanas aconteceu algo muito estranho e triste na cidade. Um rapaz chamado Caíque Trindade simplesmente desapareceu. Não sei exatamente como foi, porque muitos e muitos posts no Facebook e pessoas falando acabou gerando um acúmulo de notícias. Uns falam que o rapaz “fugiu” de casa. A mãe dele está aqui à procura dele e nem faço ideia de como deve estar sendo difícil para ela nesse momento doloroso, mas gostaria de fazer a minha solidariedade compartilhando com fé de que tudo se confortará para essa mãezinha, que está precisando muito de paz. Toda a comunidade brasileira está compartilhando e muito comovida com toda a situação, e a Garda [polícia] também está sensibilizada.

28951337_10208925395931716_6047047815119503360_n

Energia positiva para todas as pessoas que estão sofrendo e que vêm sofrendo. Ali no Brasil, aqui na Irlanda, somos todos um e quando os corações se tocam, tudo melhora. Que sejamos justos sempre! {Paz e Amor}

#MarielleFranco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s